shopify
analytics ecommerce tracking
10 dias de oração

A Última Crise da Terra – 10 dias de oração

PREOCUPAÇÃO COM O FUTURO

O tempo atual desperta interesse em todos os segmentos. Governantes e políticos, cidadãos que ocupam posições de confiança e autoridade, homens e mulheres de opinião de todas as classes sociais, todos estão atentos aos fatos que acontecem em nosso mundo. As relações tensas e inquietas entre as nações exigem atenção. Essas pessoas estão observando a violência que ameaça todos os ambientes e reconhecem que algo de grande proporção está para acontecer, ou seja, o planeta se encontra à beira de uma imensa crise.
As calamidades em terra e mar, as convulsões sociais e os rumores de guerra assombram.
Prenunciam a proximidade de acontecimentos de maior proporção. As forças do mal estão se arregimentando e se consolidando. Elas estão se reforçando para a última grande crise. Grandes mudanças estão prestes a ocorrer no mundo, e os acontecimentos finais serão rápidos.

TEMPOS DIFÍCEIS VIRÃO

– O tempo de angústia, que há de aumentar até o fim, está muito próximo. Não temos tempo a perder. O mundo está agitado com o espírito de guerra.
As profecias do capítulo 11 de Daniel quase atingiram o seu cumprimento final.
O tempo de angústia – angústia qual nunca houve, desde que houve nação (Dn 12:1) – está bem diante de nós, e nos comportamos como as virgens adormecidas. Devemos acordar e pedir que o Senhor Jesus nos tome em Seus braços eternos e nos conduza durante o tempo de provação à nossa frente.
O mundo está cada vez mais perverso. Em breve surgirá grande desordem entre as nações – desordem que não terminará até que Jesus venha.
Estamos no começo do tempo de angústia, e diante de nós estão preocupações com as quais sequer sonhamos. Estamos no início da crise dos séculos. Em rápida sucessão os juízos de Deus se seguirão uns aos outros – fogo, inundações e terremotos, com guerras e derramamento de sangue.
Tempos tempestuosos nos aguardam. Porém, não pronunciemos nenhuma palavra de desânimo ou descrença.

AVISOS DE DEUS

– Deus sempre tem advertido as pessoas com respeito aos juízos que virão. Aqueles que tiveram fé na mensagem enviada por Ele para seu tempo, e agiram segundo sua fé, em obediência aos mandamentos divinos, escaparam dos juízos que caíram sobre os desobedientes e incrédulos.
A Noé veio a palavra: “Entre na arca, você e toda a sua família, porque você é o único justo que encontrei nesta geração” (Gn 7:1). Noé obedeceu e foi salvo. A Ló foi enviada a mensagem: “Saiam imediatamente deste lugar, porque o Senhor está para destruir a cidade!” (Gn 19:14).
Ló se colocou sob a guarda dos mensageiros celestiais e foi salvo. Da mesma forma, os discípulos de Cristo tiveram aviso da destruição de Jerusalém. Os que estavam alerta quanto ao sinal da ruína iminente, e fugiram da cidade, escaparam da destruição. Da mesma forma estamos dando aviso da segunda vinda de Cristo e da destruição que logo virá sobre o mundo. Os que ouvirem a advertência serão salvos.

O QUE PODEMOS ESPERAR

Antes de Sua crucifixão, o Salvador explicou aos discípulos que Ele deveria ser morto e ressuscitar. Anjos estavam presentes para gravar as palavras de Cristo na mente e no coração dos discípulos (Mc 8:31, 32; 9:31; 10:32-34). Mas eles aguardavam o livramento temporal do jugo romano, e não podiam tolerar a ideia de que Aquele em quem centralizavam todas as esperanças devesse sofrer uma morte cruel e vergonhosa. As palavras de que necessitavam se lembrar fugiram-lhes da mente; e, ao chegar o tempo da prova, estavam desprevenidos. A morte de Cristo destruiu as esperanças deles tão completamente, como se Ele não os tivesse advertido.
Nas profecias, o futuro se abre diante de nós tão claramente como foi revelado aos discípulos pelas palavras de Cristo. Os acontecimentos ligados ao fim do tempo da graça e a obra de preparo para o período de angústia estão claramente apresentados.
Porém, multidões não possuem maior compreensão dessas verdades importantes do que teriam se nunca houvessem sido reveladas.

PROFECIAS QUE EXIGEM ATENÇÃO

Devemos estudar os grandes sinais que indicam os tempos em que estamos vivendo. Os que se colocam sob a direção de Deus, para ser guiados por Ele, compreenderão a sucessão dos acontecimentos que Ele ordenou.
Devemos ver na História o cumprimento da profecia, estudar as atuações da Providência nos grandes reavivamentos e compreender o avanço dos acontecimentos ao ver as nações se mobilizando para o combate final do grande conflito.

A IMPORTÂNCIA DOS LIVROS DE DANIEL E APOCALIPSE

Há necessidade de mais profundo estudo da Palavra de Deus. De maneira especial, os livros de Daniel e Apocalipse merecem nossa atenção, como nunca antes. […] A luz que Daniel recebeu de Deus foi dada especialmente para estes últimos dias.
Leiamos e estudemos o capítulo 12 de Daniel. Ele contém uma advertência que todos nós precisamos compreender antes do tempo do fim.
O último dos escritos do Novo Testamento está cheio de verdades que todos nós devemos compreender.
As predições do Apocalipse, que ainda não se cumpriram, logo se cumprirão. Essa profecia
deve ser agora estudada com empenho pelo povo de Deus, e também deve ser compreendida claramente.
Ela não encobre a verdade, mas nos previne com clareza, revelando o que haverá no futuro.
As mensagens solenes que foram dadas, em sua ordem, no Apocalipse, devem ocupar o primeiro lugar na mente do povo de Deus.

MANTENDO A PERSPECTIVA CORRETA

Não somos agora capazes de descrever perfeitamente as cenas que ocorrerão em nosso mundo no futuro. Porém, uma coisa sabemos: que este é um tempo em que precisamos vigiar em oração, pois o grande dia do Senhor está bem próximo.
Muitos desviarão o olhar dos deveres atuais, do conforto e das bênçãos no presente, e anteciparão aflições com respeito à crise futura. Isso produzirá um tempo de angústia antecipado, e não receberemos graça para essas aflições.

ORAÇÃO:

Oremos pedindo forças a Deus, a fim de que a última crise da Terra não nos encontre desmotivados, mas confiantes no Senhor.

Autor: Ellen G. White – Revista Unidos em Oração – Eventos finais 09 – 18 de fevereiro 2017.

Adicionar comentários

Clique aqui para deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Comentários